(51) 3347.4643 | (51) 2103.2910 | (51) 99873.5931 contato@clinicazoomed.com.br

A obesidade, atualmente, acomete grande parte dos cães e o problema não é apenas estético. Hoje em dia, a obesidade é reconhecida como uma doença grave, com múltiplas consequências sobre a saúde do animal, incluindo intolerância à atividade física e ao calor, distúrbios cardiorrespiratórios, problemas de pele e pelagem, osteoartrite, diabete, etc. A lista de problemas relacionados com a obesidade é longa e pode exercer um impacto significativo sobre a expectativa de vida dos animais de companhia.

Assim como os seres humanos, os cachorros também vem sofrendo com a obesidade. Mas diferente de nós, eles comem o que lhes é servido, o que significa que os responsáveis pela obesidade canina são os próprios humanos.

Como evitar a obesidade?

As principais causas de obesidade são: refeições diárias excessivas e pouco balanceadas, atividade física insuficiente, compartilhamento de doces e “restos de comida”, rivalidade com outro animal em casa, etc. É importante que todos os membros da família sejam informados sobre os riscos da obesidade. Elimine os maus hábitos!

Pese seu cão

As porções diárias de alimento devem ser adaptadas a cada cão. O único meio confiável de saber se seu cão está recebendo a quantidade certa de calorias é pesá-lo. Ao final do período de crescimento (em torno de 1 ano de idade), o cão costuma apresentar um peso corporal saudável. Isso deve ser a referência para o resto da vida de seu animal. Tente pesar seu cão pelo menos uma vez por mês!

Avalie as necessidades energéticas de seu cão!

Os cães do mesmo peso corporal podem ter necessidades energéticas muito diferentes, dependendo de fatores como raça, sexo, pelagem, idade, atividade física, estilo de vida e temperamento individual.

Como saber se seu cão está obeso?

É necessário que o proprietário esteja sempre atento ao seu animal, para mudanças comportamentais e alterações na conformação corporal.

São sinais de obesidade em cães:

  • a impossibilidade de visualização das costelasou não senti-las, à palpação;
  • a ausência de gordura ao redor de seu pescoço, ou ausência de dobras na pele, naquelas raças que possuem tais dobras como característica;
  • a ausência de definição da linha da cintura, quando visto de cima.

Se a barriga estiver muito proeminente, é hora de tomar uma atitude. O veterinário pode ajudá-lo a identificar o peso corporal ideal de seu cão e selecionar a nutrição de acordo com esse peso. Esse profissional será capaz não só de estabelecer um peso-alvo, mas também de elaborar um programa de emagrecimento totalmente adaptado. A perda de peso deve ser um processo lento e regular, envolvendo não mais de 1% do peso corporal total por semana. O principal objetivo é evitar o efeito rebote, muito frequente quando se perde peso com muita rapidez.

Desenvolvido por WD Sites - Criação de Sites!