(51) 3347.4643 | (51) 2103.2910 | (51) 99873.5931 contato@clinicazoomed.com.br

O tráfico de animais só perde em valores para o tráfico de drogas e armas. Para se conseguir um animal vivo para venda, outros vários são mortos. Normalmente, estes animais tirados da natureza, trazem doenças ou as manifestam pelo grande estado de estresse a que são submetidos.

Ressalta-se que não somente o indivíduo capturado fará falta ao ambiente mas, também, os descendentes que ele deixará de ter. Assim, pode-se perceber o tamanho do impacto que a retirada de animais causa ao meio ambiente. Outro detalhe, muitas vezes esquecido, é que o impacto não se restringe à extinção da espécie capturada. Na natureza as espécies estão interligadas no que chamamos de teia alimentar, ou seja, os animais comem e são comidos por outros animais além de, também, se alimentarem de plantas, realizarem a polinização das mesmas e, muitas vezes, dispersarem suas sementes.

As criações comerciais de animais silvestres são regularizadas pelo IBAMA e seguem legislações que prezam pelo bem estar animal através da definição de tamanhos mínimos de recintos, obrigatoriedade de marcação dos animais, descrição detalhada de alimentação e manejo do criatório. A marcação do animal – anilha fechada ou microchip – juntamente com a nota fiscal, são os instrumentos que certificam a legalidade do animal.

Os animais provenientes de criatórios apresentam um valor maior pois o investimento em uma criação comercial é bastante onerosa. As instalações, equipamentos, alimentação e funcionários capacitados geram um alto custo aos criatórios, tornando o animal legal mais caro, mas com qualidade sanitária e ética comparado ao animal traficado.

Ao comprar um animal ilegal, você está estimulando o tráfico de animais. Por isso compre somente animais provenientes de lojas ou criadouros regularizados e que prezam pela qualidade e sanidade de seus animais.

     Dra. Mariane Feser
Médica Veterinária
CRMV-RS 6275
Zoomed – Clínica Veterinária

Desenvolvido por WD Sites - Criação de Sites!